Diário da Giornate 2014 #2 – o filme de montanha

banner_diario_giornate_2014

Como eu disse no primeiro post da série sobre a programação da Giornate del Cinema Muto de 2014, já foram divulgadas algumas atrações dessa edição do festival e eu vou comentar algumas sessões aqui no blog (principalmente as que terão filmes do primeiro cinema). O site da Giornate ainda não foi atualizado com mais informações para além das que eu já postei, mas estou pesquisando cada um dos temas desse ano, como fiz ano passado.

Hoje escolhi falar sobre “The ascent of mont blanc” (1902), de Frank Ormiston-Smith. Segundo a prévia da programação do festival, ele é considerado o “pai do filme de montanha”…

O filme de montanha, assim como o phantom ride (sobre o qual comentei aqui), foi um sub-gênero do travelogue, ou filme de viagem, e surgiu na virada do século XIX para o XX. Como a viagem era na época uma atividade para poucos, o travelogue tinha o objetivo de dar acesso ao espectador a diferentes partes do mundo (além de ficções que se passavam em trens, filmes educativos, comédias e muitas outras imagens ligadas ao tema).

Não consegui muitas informações sobre o filme e o diretor na internet ou em livros… Mas pelo que descobri, esse foi o único filme dirigido por Ormiston-Smith, um alpinista e cinegrafista, que fotografou vários curtas sobre alpinismo e outros travelogues em geral de 1901 a 1909.

O filme “The ascent of mont blanc“, como diz o título, mostra uma escalada pelo Mont Blanc, que é a montanha mais alta dos Alpes e fica na divisa entre a França e a Itália. Em uma divulgação de época, podemos ter ideia do que se trata o filme… São 18 quadros que mostram as aventuras do grupo liderado por Ormiston-Smith, que escalou o monte e passou por algumas dificuldades:

1. Preparations for the Ascent and Departure of the Party. 2. Crossing a Mountain Torrent. 3. Party leaving the Pierre Pointue Inn, 6,800 feet. 4. Crossing the Glacier des Bossons. 5. The “Junction” of Glaciers de Taconnaz and des Bossons. 6. Traversing the Glacier de Taconnaz. 7. Climbing the Ice Pinnacles on the same Glacier. 8. Arrival of the Party at the Grands Mulets. 9. Reaching the Grands Mulets, 10,120 feet. 10. Life at the Grands Mulets. Partaking of Refreshments. 11. Sunset Panorama from the Grands Mulets, 7 P. M. (Unique.) 12. Leaving by Moonlight for the Summit. 13. Ascending the Snow Slopes towards the Petit Plateau, 3 A. M. 14. A Cloud Sea from the Petit Plateau, 4 A. M. A wonderful sight photographed from above the clouds. The preceeding three pictures are probably the first successful moving picture views secured at that time of the early morning. 15. Crossing a Snow Bridge near the Grand Plateau, 15,000 feet. 16. Finding a way over a great crevasse near La Tournette, 15,300 feet. 17. Ascending the Slope below the summit over a Snow Bridge during a Snowstorm, 15,500 feet. 18. The Summit of Mont Blanc, 15,781 feet. — Fonte: IMDB

O filme é da Warwick Trading Company, uma produtora britânica que funcionou de 1894 a 1915 e distribuiu filmes dos irmãos Lumière e filmes e projetores de Thomas Edison. Em 1897, Charles Urban passou a ser o seu diretor e a companhia se especializou em não-ficções, principalmente travelogues e reportagens. Mas em 1903 Urban deixou a produtora para fundar sua própria empresa, a Charles Urban Trading Company.

charles urban

Detalhe da capa de um catálogo da Urban Films (1903).

Charles Urban, considerado a figura mais importante da indústria cinematográfica britânica do período, criou seu próprio projetor, o Bioscope, em 1897.

Na imagem acima, é possível perceber como o cinema era usado para dar ao espectador o poder de conhecer diferentes povos, culturas e, enfim, lugares de difícil acesso. Como é o caso do Mont Blanc, mostrado por esse filme que veremos na Giornate.

Se alguém tiver correções para este post, por favor, escreva nos comentários! É um assunto difícil… Não encontrei muitas fontes de pesquisa e, no que encontrei, havia contradição… No próximo post sobre a programação da Giornate desse ano pretendo falar sobre os filmes que veremos lá do fotógrafo Paul Nadar! – Espero conseguir mais informações sobre eles… :)

Para ver todos os posts que eu fiz sobre a Giornate 2013, é só acessar a série Diário da Giornate. Os posts sobre a Giornate 2014 estarão organizados na série Diário da Giornate 2014.

translate this blog

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s